Já imaginou lavar os cabelos sem shampoo? 

Shampoo_Espuma

Não, não é coisa de doido, mas sim uma técnica de lavagem dos fios.

 

1) De onde surgiu essa técnica?

Lorraine, uma garotinha que, dentre os sete irmãos, foi a única a ter cabelos cacheados, sempre teve que se virar para domar as madeixas.
Ao participar de festas com as amigas, ela precisava enrolar os cabelos com rolos, para manter os cachos no lugar.
Cansada da rotina, certa vez pediu, para a mãe, uma peruca de cabelo liso de presente de aniversário!

E assim, Lorraine foi crescendo e acabou tornando-se cabeleireira.

Lorraine Massey foi se especializando cada vez mais no assunto e abriu dois salões em Nova York: o Devachan Salon e Departure Lounge no Soho. Ela também escreveu o best-seller Curly Girl: The Handbook ( “Garota Cacheada: o Manual”).

lorraine-massey

Lorraine Massey

Com tanta experiência na bagagem e milhares de clientes devotas, Lorraine e Denis Silva, seu parceiro, montaram uma linha de produtos especiais para cuidar dos cabelos cacheados, a Deva Curl.  O conceito No-Poo e Low-Poo foi criado por ela e seus produtos foram desenvolvidos justamente para auxiliar essa técnica de lavagem e os cabelos cacheados.

Resumindo: trocam-se os detergentes maléficos e que desidratam (sulfatos e surfactantes) por altas concentrações de ingredientes botânicos feitos para limpar e hidratar o cabelo.

Segundo Lorraine, “espuma não é o que limpa”, não há nenhum poder de limpeza nas bolhas. Lavar os cabelos com shampoos comuns só resulta em um cabelo cheio de frizz, seco e sem forma”.

2) Mas afinal, o que significa tudo isso?

A ideia é abandonar de vez as substâncias que fazem mal aos nossos cabelos. São elas:

  • Sulfatos –  fazem a espuma do shampoo

  • Derivados de Petróleo – ou petrolatos formam uma capa em volta do fio, impedindo que os mesmos absorvam nutrientes e água.

  • Silicones Insolúveis em água– dão aspecto de hidratado e brilho, mas acabam se acumulando nos fios, gerando o mesmo efeito dos petrolatos.

    OBS: é por isso que temos que usar, de vez em quando, os shampoos anti-resíduos!

Vamos aos significados:

Low-Poo – usa-se, moderadamente, shampoo na lavagem, porém o produto deverá ter uma formulação suave. Traduzindo: Low ( pouco) Poo ( shampoo).

No-Poo – não é usado nenhum shampoo na lavagem, mesmo os liberados para Low-Poo.
Traduzindo:  No (nenhum) Poo ( shampoo). Muitos usam apenas água, outros usam a técnica Co-Wash.

Co-Wash – quem usa a técnica No-Poo, lava os cabelos com a técnica Co-Wash, que nada mais é do que lavar os fios com Condicionador ( sim, você leu certo!).  Esse condicionador também é especial e deve ser livre de petrolatos e silicones.


Clique aqui e veja a Lista de produtos liberados

3) O que preciso saber antes de começar a aplicar essa técnica de lavagem?

Primeiro você precisará se acostumar a ler os rótulos dos produtos toda vez quer for comprar, para saber se os mesmos estão liberados para as técnicas.

Yamasterol

Yamasterol

O produto não deve conter parafina líquida, silicones e derivados do petróleo em geral ( esses ingredientes tem a ação de criar uma “capa” sobre o fio).
Ativos proibidos: “petrolatum”, “mineral oil”, “paraffinum liquidum”, “isoparaffin”, “isododecane”, “dimethicone” e “alkane”.
Não use qualquer condicionador para fazer o Co-Wash e No-Poo, pois pode acarretar problemas ao couro cabeludo, como dermatite seborreica e queda.O condicionador ideal não deve conter os ativos proibidos.

Shampoos: Para usar na técnica Low-Poo, evite os que contenham Sodium Lauryl Sulfate (Lauril sulfato de sódio),Ammonium Laureth Sulfate (Lauil éter sulfato de amônio) e Sodium Laureth Sulfate(Lauril éter sulfato de sódio).
Dê preferência aos produtos que contenham Disodium EDTA (EDTA dissódico), Citric Acid (ácido cítrico) ou extratos de plantas. Procure também por produtos com Cocamidopropyl Betaine (Cocamidopropil betaína), Dodecyl Polyglucoside (Dodecilpoliglicosídeo).

Condicionadores: evite os que contenham silicones insolúveis. Para  umectar  e hidratar os fios procure as substâncias abaixo no rótulo:

  • Emolientes: Shea Butter (manteiga de karité), óleos vegetais, olive oil (óleo de oliva) e óleos de castanhas – algumas usuárias do método não gostam de condicionadores que tenham muito óleo, pois não vai limpar direito. Para ter ideia da quantidade, as substâncias que aparecem primeiro no rótulo do produto estão em maior quantidade no mesmo.

  • Umectantes: Panthenol (D-Pantenol ou Pró-vitamina B5), Glycerin(Glicerina) e Sorbitol (Sorbitol);

  • Hidratantes: Aloe vera (Aloe vera ou Babosa), Aminoacids

  • Proteínas: Wheat (Trigo) e Soy (Soja). Protein. – algumas usuárias do método Co-Wash não gostam do condicionador com proteínas, pois dizem que pesam os fios. É preciso testar!

    3- Como fazer?

    Na técnica Low-Poo você vai lavar os cabelos normalmente porém usando shampoos livres de sulfatos e demais produtos informados mais acima , no item 3.

    Para a técnica Co-Wash :

    a- divida seu cabelo em 4 a 5 partes (depende do tamanho e volume) e faça trancinhas ou rolinhos. Isso serve apenas para você se dedicar melhor a cada parte durante a lavagem.

    b- molhe bem os fios e o couro cabeludo sem desmanchar as trancinhas e as divisões.

    c- Com o cabelo molhado, aplique uma quantidade generosa (um pouco mais do tamanho de uma moeda de um Real) do condicionador no couro cabeludo e no comprimento. Nesse momento você começa a desfazer as tranças, desembaraçando gentilmente os fios. Aplique outra quantidade generosa de condicionador na mão e agora se dedique ao couro cabeludo.
    Vá massageando com a ponta dos dedos, para limpar bem.
    Perceba que essa técnica exige tempo, pois a massagem deve ser bem feita e sem pressa.

    d- Depois que o cabelo estiver todo massageado e desembaraçado, comece a pentear o cabelo delicadamente. Esse processo evita que os fios fiquem com aqueles nozinhos nas pontas (depois que secam).

    e- Enxague bem e seque como de costume.

    OBS: se seu cabelo é oleoso, faça o teste e verifique se funciona. Muitas vezes a oleosidade vem justamente porque essas substâncias retiraram tudo do cabelo, é o conhecido efeito rebote. Como todos temos certo nível de oleosidade natural, ao retirar tudo, o organismo tenta compensar e produz mais e mais. É incrível, mas nosso corpo é inteligente e sempre faz de tudo para se proteger.

    4- Mas e ai, funciona mesmo?

    Quem aderiu à técnica, jura de pé junto que o cabelo fica tratado de verdade.

    Algumas relatam que o brilho e hidratação aumentaram. Os cabelos não ficam mais opacos e dá pra perceber que estão bem cuidados.

    Já outras notam que o cabelo não precisa mais de tanta hidratação, pois com esse método, as cutículas não se abrem tanto, e os nutrientes permanecem dentro do fio.

    “Faz quatro meses que adotei o Low-Poo e o resultado é fantástico. Meu cabelo é crespo, com relaxamento e nunca consegui deixa-los saudáveis. Depois de aderir a técnica meu cabelo fica sempre macio, com aparência de saudável. Não importa se o cabelo está sujo ou se o tempo está úmido, ele fica sempre lindo!”  Angélica – SP

    “Adotei o Low-Poo e além do resultado muito bom no cabelo, também vi resultado no meu bolso. Os produtos usados normalmente são baratos, mas surtem efeito!” Meire – SP

    Algumas marcas sugeridas:

    Uniq One – Leave in

    Paul Mitchell The Detangler

    Inoar Macadâmia Oil Premium

    Senscience Inner Restore Intensif

    Condicionadores Surya

    Condicionador Lorys Baby

    Máscara Kanechom Kids

    Condicionadores Yamasterol

    Condicionador Stop Queda Fructis

    Queratina da Niele gold

    Gel Radical

    Capicilin Gel de Cachos

    Visite nossa loja:  Leve Beleza:

     

Até a próxima!

Leave a reply

required